12_Feet_Deep
2.0 / 5

12 Feet Deep

2

12 Feet Deep
Direção: Matt Eskanderi
Data de Lançamento: 19/06/2017 (EUA)
Distribuição: MarVista Entertainment

        “12 Feet Deep” é o típico suspense de única locação. Por uma série de infortúnios, as irmãs Bree e Jonna acabam ficando presas dentro de uma piscina pública num feriado prolongado. A cobertura da piscina de dimensões olímpicas é acionada e seu resistente material de fibra de vidro as mantém presas. Como é de praxe em suspenses deste tipo, “12 Feet Deep” cria várias inserções de potencialidade dramática que serão exploradas entre uma cena tensa e outra, visando não só preencher o tempo de exibição, mas também conferir maior complexidade às personagens e estimular nossa empatia. O problema do filme é justamente o de que esta porção de seu roteiro é extremamente disfuncional.

          Há até o bom estabelecimento de um bom background dramático para as duas irmãs, mas os diálogos são escritos de forma muito pouco criativas e as atrizes principais simplesmente não são boas o suficiente para compensar esta deficiência do filme. Há também uma outra personagem que ganha proeminência no filme e é bastante mal desenvolvida, com motivações extremamente obscuras e que parecem muito pouco naturais. Parece que sua motivação no filme é exclusivamente auxiliar o roteiro a desenvolver a narrativa e empurrá-la para frente.

          Como não damos a mínima para os personagens que nos são apresentados, o processo de assistir “12 Feet Deep” torna-se um pouco penoso. O 1° ato é eficaz em estabelecer rapidamente todas as situações que serão utilizadas mais para frente, mas há um grande número de coincidências utilizadas que já começam a testar nossa boa vontade para com o filme. É mais para o meio do 2° ato que os principais problemas do filme vão ficando cada vez mais evidentes e ele passa de fato a irritar quem o assiste.

          Tendo feitas estas considerações, há de se dizer que é sempre louvável quando se consegue criar um filme inteiro com uma premissa tão simples. Apesar de pouco inspirada, a direção de Matt Eskandari é eficiente em criar uma sensação constante de claustrofobia, utilizando bem a iluminação para fazer os ambientes parecem menores. Há uma boa dose de suspense em “12 Feet Deep”, com o filme utilizando um elemento externo para adicionar uma dose de imprevisibilidade à luta das duas irmãs para sair com vida da situação.

            No entanto, as boas cenas de tensão não são suficientes para compensar o restante do filme. Há de se dizer que “12 Feet Deep” era de fato um filme desafiador para seus realizadores. Mas o fato é que o roteiro e o material humano envolvido em produzi-lo deixam muito a desejar. Juntos eles talvez conseguissem criar um ótimo curta, mas infelizmente foram capazes de produzir um longa-metragem no máximo mediano, que consegue ser realmente engajante em apenas um terço de sua duração total.

GOSTOU? ENTÃO COMPARTILHE!!!

Comente Aqui!

Comentários

Alguns posts que podem te interessar

Veja mais +